O que fazer para se destacar como Gerente de Projetos?

Se você como GP quer se destacar em projetos, deve, aos poucos, ir criando a cultura na corporação ligado a gestão de equipes. Um dos caminhos é a competência comportamental. Quer trabalhar em projetos? Pois bem, aprenda a buscar mesmo em situações de conflito um resultado GANHA GANHA, em que a flexibilidade, o poder de escuta ativa e a busca de soluções que incorporem diferentes pontos de vista podem ser o diferencial para o seu sucesso e o sucesso de seus projetos.

Leia o artigo completo.

Tenório Barreto (MSc, PMP)

Professor MBA GPR LabCEO

Se você como GP quer se destacar em projetos, deve, aos poucos, ir criando a cultura na corporação ligado a gestão de equipes. Um dos caminhos é a competência comportamental. Quer trabalhar em projetos? Pois bem, aprenda a buscar mesmo em situações de conflito um resultado GANHA GANHA, em que a flexibilidade, o poder de escuta ativa e a busca de soluções que incorporem diferentes pontos de vista podem ser o diferencial para o seu sucesso e o sucesso de seus projetos.

O projeto precisa de aliados e trabalhar para que essas alianças sejam construídas em prol do projeto é papel do Gerente do Projeto. Estar aberto a mudanças é fundamental, pois elas podem

impactar principalmente na famosa tríplice restrição: “escopo, prazo e custo”, mas, apesar disso, deve-se buscar que, ao final do projeto, as suas entregas estejam aderentes às expectativas dos diferentes stakeholders.

Muitos profissionais estão atuando em projetos nas empresas sem a devida formação e também sem condições que possibilitem o autodesenvolvimento. Com isso, percebemos que a intuição e a experiência são sim fundamentais na condução de projetos, mas não são suficientes para que sejamos assertivos nos resultados. Para que o Gerenciamento de Projetos se consolide e evolua em um ambiente que possui baixa maturidade em projetos, é necessário bem mais do que isso, e você que quer ser um GP deverá trilhar alguns passos importantes para chegar ao topo.

Ao atuar como participante em equipes de projetos, você se inicia como um profissional dessa área e começa a construir os primeiros passos de sua carreira. Em seguida, é importante uma Capacitação em Projetos, de preferência uma Pós-Graduação, que vai te proporcionar maior respaldo em relação à sua atuação em projetos, graças ao estudo de casos explorados ao longo do curso. Esse conhecimento adquirido vai fazer com que você se remeta a várias situações que vivenciou durante sua participação nos projetos e como agiu ou deveria ter agido. Esse link com o dia a dia é muito rico durante o aprendizado e permite uma real reflexão profissional.  Tendo esse conhecimento, pode-se buscar, então, uma Certificação em Projetos, que irá te possibilitar um maior engajamento nas teorias e técnicas de aplicação de processos apregoados por esses órgãos certificadores de renome internacional. O seu conhecimento estará, assim, ganhando assim uma boa “musculatura”, e ficará faltando, então, trabalhar mais as suas habilidades e o seu autoconhecimento, a ponto de saber o que desse gerenciamento você desempenha melhor. Perguntas como: Você é mais “Soft ou Hard”?  Em que sou bom? Onde faço a diferença? São fundamentais para que você seja um bom profissional.

Procure potencializar as condições favoráveis à sua atuação, sem, no entanto, menosprezar as competências que não estão tão desenvolvidas quanto as outras (elas também são importantes!). Não busque simplesmente um equilíbrio das competências, e sim uma competência diferenciada em algo relevante na condução de projetos, pois isso é que te dará o destaque profissional!

Trabalhe, em seguida, na melhoria de seu lado comportamental, ou seja, nas suas atitudes e na sua comunicação. São essas atitudes que possibilitarão a percepção geral das pessoas sobre o seu conhecimento na condução em projetos, pois são elas que irão gerar os resultados tão desejados no ambiente organizacional e fazer a sua alavancagem profissional. Você será valorizado pelas suas decisões e isso fica cada vez mais evidente, uma vez que profissionais que se posicionem e que se exponham durante a escolha de diferentes caminhos colocados à frente de processos decisórios representam uma constante necessidade do mercado. A visão sistêmica do negócio facilitará muito o seu destaque, evitando o “sub ou superdimensionamentos de recursos ou mal dimensionamento de tempo de tarefas por exemplo”, em função a total desconhecimento do ramo.  

Seguindo esses passos, certamente terá sucesso! Já pensou em ser o gerente de múltiplos projetos? Ou quem sabe estar à frente da condução de um Programa? Ou, ainda, estar responsável pela seleção e priorização de Portfólio de forma alinhada ao Planejamento estratégico e otimizada pelos diferentes recursos envolvidos? E por que não ser responsável por um PMO de uma empresa? As possibilidades são infinitas. Explore-as!

 

*Mestre pela PUC-Rio em Metrologia, Inovação e Qualidade. Possui MBA em Gerência de Projetos pela FGV - Rio de Janeiro, pós-graduação em Análise de Sistemas pela UVA - Rio de Janeiro e graduação em Engenharia Elétrica também pela UVA - Rio de Janeiro. Foi certificado em Gerenciamento de Projetos pelo IPMA (International Project Management Association) no Nível A - Certified Project Director . Possui a Certificação PMP do PMI. É coordenador do GT-P&D da ABRADEE que reúne as principais distribuidoras de energia do Setor Elétrico.

http://lattes.cnpq.br/0031192899379104

LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/tenorio-barreto-msc-pmp-pmi-244b2828?originalSubdomain=br

 

Fale Conosco

MBA e Extensão

Unidade Niterói/Rio
Rua Passo da Pátria 156
São Domingos, Niterói Bloco D sala 240
2629 5496 | 2629 5566 | 97674 5543 | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Unidade: Volta Redonda
Av. dos Trabalhadores, 420
Vila Santa Cecília - Volta Redonda 
24 2107-3503 | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.